Estamos na Semana de Manobras de Fim de Jogo, encerrando a série educacional com várias franquias que já contou com a Semana de Primeiras Jogadas e a Semana de Manobras de Meio de Jogo. Desta vez o foco é nos últimos estágios cruciais de cada mapa ou partida, que muitas vezes fazem a diferença entre a vitória e a derrota. Para começar a semana, vamos discutir o meme favorito da galera: o C9.

Se você já assistiu à Liga Overwatch ou pelo menos jogou o ranqueado no ano passado, sem dúvida viu as pessoas mandando “C9” sem parar no bate-papo em algum momento. Para quem está de fora, pode parecer algum código estranho, mas na verdade é um dos memes mais populares de Overwatch, com uma história que todos os fãs e jogadores deveriam conhecer.

Um “C9” de verdade ocorre quando a equipe ignora o objetivo, se joga em lutas para conseguir alguns abates e acaba perdendo a rodada por conta dessa negligência. Em termos mais gerais, ele costuma ser aplicado sempre que uma equipe se esquece do objetivo, seja um ponto de controle, seja uma carga, e acaba perdendo uma rodada ou mapa.

Com certeza você já sentiu isso na pele nas suas partidas: a prorrogação já começou e sair do objetivo é derrota certa, mas seus companheiros só querem saber de conseguir mais algumas eliminações para colecionar medalhas de ouro. Em vez de ficarem no objetivo, os jogadores correm para dar cabo de um Lúcio perdido, e aí vem a tragédia: a prorrogação acaba, deixando você com um abate a mais e uma rodada a menos.

Acontece com todo mundo, até com os profissionais. A partida que deu origem ao meme foi um confronto da 2ª Temporada da APEX entre Afreeca Freecs Blue e, claro, a Cloud9. Em fevereiro de 2017, a Cloud9 tinha um grupo de jogadores totalmente diferente do elenco da London Spitfire administrado hoje por Jack Etienne. Ainda assim, o meme repercutiu tanto no público de Overwatch que pelo visto nunca haverá outro nome para esse tipo de descuido.

Como você pode ver nos clipes acima, a Cloud9 saiu do objetivo três vezes durante um confronto. Nos três casos, ela tinha condições de vencer a luta, e a terceira ocasião foi a mais notória.

Se essas situações acontecem com você no ranqueado, veja como evitar um C9. No primeiro clipe, a Cloud9 atacou com agressividade demais e passou direto pelo objetivo, esquecendo-se de contestá-lo. Faça um jogador do seu time tocar no objetivo nos últimos três segundos para iniciar a prorrogação e tente acabar primeiro com os adversários que estão no objetivo! No segundo clipe, a Cloud9 mandou um jogador flanquear. Se você notar que é o único da sua equipe capaz de chegar ao ponto, priorize o objetivo em vez das eliminações! No terceiro, um Autodestruir da D.Va forçou todos a saírem do ponto: se não houver cobertura no objetivo e todos tiverem que sair ou morrer, use o bate-papo por voz para escolher um jogador para morrer no objetivo e mantê-lo contestado!

Talvez C9s ocorram com mais frequência nas equipes de alto nível do que no ranqueado, já que os profissionais se concentram em muitas coisas diferentes ao mesmo tempo. Um deslize de comunicação pode acabar fazendo todos acreditarem que outra pessoa vai cuidar da carga, e em um instante uma equipe profissional altamente organizada comete um C9 e fica com cara de tacho no palco.

Quando você mandar “C9” sem parar no bate-papo da Twitch, lembre-se de que isso pode muito bem acontecer nas suas partidas ranqueadas! Overwatch é um jogo baseado em objetivos. Por mais que conseguir eliminações seja divertido e tal, não faça um Cloud9.

Josh “Sideshow” Wilkinson é analista da Liga Overwatch. Siga-o no Twitter e no YouTube!