Estamos na Semana de Manobras de Fim de Jogo, encerrando a série educacional com várias franquias que já contou com a Semana de Primeiras Jogadas e a Semana de Manobras de Meio de Jogo. Desta vez o foco é nos últimos estágios cruciais de cada mapa ou partida, que muitas vezes fazem a diferença entre a vitória e a derrota. Depois de explicar o C9, dar uma olhada nas estatísticas da prorrogação e analisar uma luta final entre equipes, hoje vamos dar algumas dicas sobre como completar mapas de escolta.

Você está de boa. Faltam cinco minutos no cronômetro e a sua equipe está arrebentando no ataque, conseguindo abates cruciais no início das lutas e sincronizando bem as habilidades supremas. Está na hora de dar o golpe final e completar o mapa... mas vocês empacam e, de uma hora para a outra, a musiquinha da prorrogação começa a tocar. E você pensa “Peraí! Mas como é que isso foi acontecer?”

Manobras de Fim de Jogo: Análise da última luta entre equipes

Análise da última luta entre equipes do Coreia do Sul x Reino Unido da Copa Mundial de Overwatch.

Completar os mapas de escolta pode ser complicado. Embora proteger a carga a todo custo pareça ser o melhor, na verdade é uma boa ideia se inspirar nas abordagens estratégicas e táticas usadas em outros tipos de mapa, como controle e ataque. A primeira tática que você precisa levar em conta é o posicionamento. Pode ser difícil identificar posições vantajosas no calor do momento, quando há fatores demais a levar em consideração, então deixa eu dar algumas dicas.

Observatório: Gibraltar é realmente o principal exemplo quando se discute a necessidade de se obter a vantagem do terreno elevado, e o maior truque de uma equipe no ataque é usar o terreno alto da defesa contra ela, posicionando-se quase como se estivesse defendendo em um mapa de ataque. Se os seus heróis com mobilidade vertical se encarregarem de empurra a carga e seus suportes ou DPS vulneráveis ou lentos forem para o terreno elevado, a defesa terá mais dificuldade para bloquear a carga com a chuva de dano de cima.

O vídeo acima, de quando a New York Excelsior enfrentou a Dallas Fuel na 4ª Fase da temporada de 2018 da Liga Overwatch, é um excelente exemplo. Faltando dois minutos, Hae-Seong “Libero” Kim consegue abater a Widowmaker da defesa e Do-Hyeon “Pine” Kim aproveita para tomar imediatamente o terreno elevado disponível sem a menor resistência. A partir daí fica fácil, e quando Pine finalmente cai já é tarde demais para a Dallas: a New York já solidificou o posicionamento avançado com diversas ameaças às portas da área de surgimento da defesa.

No final da Rota 66, o ambiente é bastante diferente. Embora os dois pontos iniciais sejam conhecidos por suas áreas abertas e rotas de flanqueamento, o terceiro e último ponto fica em uma área pequena e apertada. É aí que entram os combos poderosos de habilidades supremas. Pode ser difícil finalizar um mapa como a Rota 66 devido à vantagem da defesa no surgimento. O campo de batalha compacto pode levar a abates inesperados, que podem permitir que a equipe defensora se estabilize enquanto atrasa o avanço da carga. A forma mais fácil de a equipe atacante contornar isso é abatendo a equipe adversária de uma só vez.

Não é por acaso que as equipes profissionais preferem usar o Surto de Grávitons de Zarya e o Abalo Terrestre de Reinhardt para fechar um mapa como a Rota 66. Os gargalos estreitos favorecem naturalmente essas grandes habilidades supremas, que, graças à sua capacidade de arrasar a defesa em segundos — ao contrário da Fúria Primata de Winston, por exemplo —, são ideais para encerrar a luta sem muita necessidade de concentrar o fogo nem de qualquer genialidade no posicionamento.

Então, da próxima vez que você se vir no finalzinho de um mapa de escolta, lembre-se: você pode colocar a equipe inteira na carga, fazendo emotes atrás de um escudo do Reinhardt, mas também pode se posicionar no terreno elevado para ganhar uma vantagem sobre a defesa ou começar a preparar umas grandes combinações de habilidades supremas.

Siga Jonathan “Reinforce” Larsson no Twitter e na Twitch!