Elaboramos prévias de todas as 20 equipes para você já ir se preparando para a temporada de 2019 da Liga Overwatch.

BOSTON UPRISING

Entrou na Liga Overwatch em: Julho de 2017

Divisão: Atlântico

Calendário:

Uniformes de mandante e visitante:

Redes sociais: Twitter @BostonUprising Instagram @BostonUprising Facebook BostonUprising

Lema: #BostonUp

Equipe de base: Uprising Academy

RETROSPECTIVA DE 2018

O elenco original da Boston foi montado com a ideia de reunir jogadores que pudessem ser treinados e alinhados para vencer como equipe. Com um plantel internacional, a Uprising começou bem na 1ª Fase, com uma campanha de 6 vitórias e 4 derrotas, e repetiu o sucesso na 2ª, mais uma vez com 6 vitórias e 4 derrotas. Tudo deu certo na 3ª Fase, com a equipe cravando a primeira e única campanha de 10 vitórias e nenhuma derrota em uma fase da Liga até hoje. Nos playoffs da 3ª Fase, a Uprising eliminou a Los Angeles Gladiators antes de ser derrotada pela New York Excelsior no confronto final. A temporada da Boston desandou na 4ª Fase, quando perdeu os cinco primeiros confrontos na campanha de 4 vitórias e 6 derrotas. Mesmo com o tropeço, o time se classificou para os playoffs da temporada em terceiro lugar. Ao encarar a Philadelphia Fusion nas quartas de final, a Uprising não conseguiu reencontrar o caminho da vitória, caindo por 2 a 1 na melhor de três.

ESTATÍSTICAS E CLASSIFICAÇÃO DA EQUIPE NA LIGA DE 2018

GOLPES FINAIS POSIÇÃO NA OWL ELIMINAÇÕES POSIÇÃO NA OWL MORTES POSIÇÃO NA OWL DANO A HERÓIS POSIÇÃO NA OWL
34,36 85,77 34,12 35.779,33
  
DANO RECEBIDO POSIÇÃO NA OWL CURA POSIÇÃO NA OWL SUPREMAS USADAS POSIÇÃO NA OWL ELIMINAÇÕES COM SUPREMAS POSIÇÃO NA OWL
9.498,73 17.420,41 12ª 32,19 3,73
Todas as estatísticas são a cada 10 minutos.

ANÁLISE DO ELENCO

Descubra o que a equipe de transmissão acha do plantel da Uprising.

Mais: Elenco de 2019  

CHAVES PARA O SUCESSO

O analista da Liga Overwatch Josh “Sideshow” Wilkinson conta em que aspectos ele acha que a Boston precisa se concentrar nesta temporada:

Gamsu

  • Mais uma vez, especialistas e torcedores estão subestimando o núcleo remanescente da Boston: Young-Jin “Gamsu” Noh, Lucas “Note” Meissner, Min-Seok “Aimgod” Kwon e Kristian “Kellex” Keller. Tanques e suportes são a parte mais importante dos elencos de Overwatch há tempos, e a chave do sucesso da Boston nessa temporada é provar que seu núcleo funcionará tão bem quanto na temporada inaugural. O sistema dela ainda precisa fazer efeito.
  • Na 1ª semana, pode ser bem difícil pontuar na tabela com uma nova escalação de DPS, mais fraca no papel, ainda por cima quando um dos jogadores, o neozelandês Kelsey “Colourhex” Birse, está suspenso. Não se espera que a Boston supere a NYXL, mas uma vitória no segundo confronto de 2019, contra a Houston, pode ser muito importante quando a hora dos playoffs chegar.
  • O funcionamento interno da Boston Uprising é um mistério para quem está de fora. Se você acha que o gerente geral Chris “Huk” Loranger já merece elogios pela excelente garimpagem de jogadores da organização em 2018, o faro dele para revelar talentos será essencial nesta temporada também. Ele apostou as fichas em dois novos DPS, Colourhex e Jeffrey “Blase” Tsang, mas mesmo se os dois novatos forem tiros n'água, Huk ainda terá tempo para fazer algumas contratações inteligentes no meio da temporada e salvar a Boston. Ele pode precisar de uma antes da temporada, na verdade, para preencher a vaga de Colourhex nos dois jogos de suspensão.
  • A chave final do sucesso da Boston é sua ética de trabalho. Com o ex-técnico da Los Angeles Valiant Jordan “Gunba” Graham no comando, é provável que a Uprising tenha usado a pré-temporada para desenvolver estilos de jogo além do mergulho conhecido da equipe em 2018.

Acompanhe o jogo de abertura da Boston Uprising na temporada contra a New York Excelsior em 14 de fevereiro, quinta-feira, às 23h30 (horário de Brasília). Todos os confrontos da temporada de 2019 serão disponibilizados ao vivo e sob demanda em overwatchleague.com, no aplicativo da Liga Overwatch, em nosso canal na Twitch, em MLG.com e no aplicativo da MLG.