Elaboramos prévias de todas as 20 equipes que disputarão o campeonato para você já ir se preparando para a temporada de 2019 da Liga Overwatch.

Washington Justice

Entrou na Liga Overwatch em: Setembro de 2018

Divisão: Atlântico

Uniformes de mandante e visitante:

Redes sociais:   Twitter @WashJustice    Instagram @WashingtonDCJustice    Facebook  WashJustice

Conheçam a Justice

Pedimos à gerente geral Kate Mitchell que contasse mais sobre a equipe:

O que diferencia a sua equipe das outras de esportes e e-sports no seu mercado?

Justiça é um valor universal e esperamos unir e inspirar torcedores não só de Washington DC, Maryland e Virginia, mas de todo o mundo também. A característica especial dos e-sports é sua natureza global, e nós representamos uma cidade que sempre convidou torcedores de todo o mundo a abraçar seus times como se fossem “da casa”.

O sucesso vem com o desenvolvimento de um ambiente em que a equipe é mais do que a soma de suas partes. Temos orgulho de contar com uma equipe e uma comissão técnica com origens bem diversas, incluindo jogadores e funcionários de cinco países e nomes pioneiros como Molly “AVALLA” Kim, a primeira técnica da Liga. O apoio efusivo dos torcedores de raiz é o que nos inspira a prosperar juntos.

O que a sua equipe faz de especial ou original para chegar até os fãs e expandir sua torcida no mercado local?

Durante todo o ano de 2019, vamos organizar uma série de festas e outros eventos para os fãs em Washington, Maryland e Virginia para estabelecer uma torcida local forte para apoiar nossa equipe quando ela jogar na Blizzard Arena Los Angeles, além de gerar expectativa para quando nossos torcedores puderem comparecer aos confrontos em casa. Estamos emocionados com o apoio incrível dos fãs até agora, e mal podemos esperar para ter mais contato com eles durante o ano!

Qual foi a filosofia de montagem do elenco da equipe?

Fizemos seletivas com mais de 150 jogadores de todo o mundo para montar a Washington Justice. Escolhemos os jogadores que demonstraram maior potencial não apenas em termos de habilidade, como também de capacidade de jogar em grupo e complementar uns aos outros. Nossa comissão técnica trabalha individualmente com cada jogador para que apresentem toda sua flexibilidade, entrosamento e capacidade de aprendizado. Overwatch é fundamentalmente um jogo em equipe, e o talento só aparece se funcionar bem no conjunto. Personalidade foi um dos focos: todos os oito jogadores que selecionamos são bons colegas de equipe, com um astral bom e foco no aprendizado e no aprimoramento.

Quais são as expectativas e metas específicas da equipe para a temporada de 2019?

A Liga Overwatch é o maior teste de habilidade do esporte. Estamos prontos para encarar o desafio e queremos competir e trazer jogadas coletivas empolgantes, além de demonstrar um ótimo desempenho para os torcedores e gerar expectativa para as partidas em casa.

Análise do elenco

Descubra o que a nossa equipe acha do plantel da Justice.

Mais: Elenco de 2019

Chaves para o sucesso

O analista da Liga Overwatch Josh “Sideshow” Wilkinson conta em que aspectos ele acha que a Washington precisa se concentrar nesta temporada:

  • As primeiras contratações da Washington Justice foram Hyeong-Seok “WizardHyeong” Kim e Jun-Hwa “Janus” Song, da New York Excelsior. Com o autoproclamado gênio que levou a NYXL à hegemonia na temporada regular de 2018 e um tanque principal a bordo, a Justice estava caminhando para montar um elenco poderoso, mas acabou escolhendo jogadores menos cotados da Coreia do Sul e dos EUA. A principal chave da Washington para o sucesso agora é confiar que WizardHyeong possa refinar jogadores da Trajetória Profissional. Ele sem dúvida falou de forma confiante no ano passado, e os resultados da NYXL foram excelentes, mas agora o desafio é outro. Seus auxiliares técnicos são novos na Liga Overwatch (embora relativamente experientes no Contenders) e terão que trabalhar muito para dar forma ao plantel.
  • Comunicação deve ser o primeiro problema a resolver para a Justice. A equipe contratou um elenco de coreanos e americanos, e historicamente isso sempre levou à comunicação em inglês. Elencos divididos como esse costumam sofrer problemas de entrosamento no início, portanto a Justice precisa solucionar esse problema se quiser seguir adiante com um desenvolvimento mais complexo.
  • As peças mais experientes da Washington são Gi-Do “Gido” Moon e Janus, jogadores talentosos que estiveram em equipes candidatas a títulos no passado (Lunatic-Hai e NYXL, respectivamente). Nelas, Gido e Janus foram jogadores de função cercados por superestrelas. Agora, como os melhores da Justice, eles precisam se tornar estrelas, superar a reputação de jogadores de apoio em equipes competitivas e provar que são nomes de primeira linha.
  • Dois outros jogadores que precisam se destacar são os parceiros de DPS Gi-Hyeon “Ado” Cheon e Corey “Corey” Nigra. Ambos foram identificados como jogadores com potencial, especialmente Ado em suas partidas pela Shanghai na temporada de 2018. Se a Washington quiser ir bem este ano, Ado e Corey terão que brilhar de uma maneira que ainda não vimos.
  • A chave final para o sucesso da equipe em 2019 é jogar de acordo com a tabela. A Washington tem um calendário brutal na 1ª Fase e não deve esperar nenhuma vitória antes da 5ª semana, quando enfrenta a Paris e a Florida. Talvez isso não seja muito intuitivo, mas esse é um ponto positivo para a Justice: ela terá quatro semanas extras para treinar antes de encarar as adversárias que deve tentar vencer. É aí que veremos se a equipe poderá ser considerada competitiva.

Acompanhe o jogo de abertura da Washington Justice na temporada contra a New York Excelsior em 16 de fevereiro, sábado, às 19h30 (horário de Brasília). Todos os confrontos da temporada de 2019 serão disponibilizados ao vivo e sob demanda em overwatchleague.com, no aplicativo da Liga Overwatch, em nosso canal na Twitch, em MLG.com e no aplicativo da MLG.

Mais dossiês das equipes: