Elaboramos prévias de todas as 20 equipes que disputarão o campeonato para você já ir se preparando para a temporada de 2019 da Liga Overwatch.

Chengdu Hunters

Entrou na Liga Overwatch em: Setembro de 2018

Divisão: Pacífico

Uniformes de mandante e visitante:

Redes sociais:   Twitter @ChengduHunters    Instagram @ChengduHunters    Weibo_logo_32x32.png ChengduHunters

Conheçam a Hunters

Pedimos ao gerente geral Baolong Wang que contasse mais sobre a equipe:

O que diferencia a sua equipe das outras de esportes e e-sports no seu mercado?

Todos os membros da nossa equipe são de etnia chinesa, tanto de Taiwan quanto da China continental. Dois dos nossos jogadores, Tianbin “Lateyoung” Ma e Xianyao “Yveltal” Li, jogaram pela seleção chinesa na Copa Mundial de Overwatch de 2018, e nosso técnico, Xingrui “Rui” Wang, foi treinador da seleção. Acho que todos esses fatores fazem a nossa equipe se destacar das outras no nosso mercado.

O que a sua equipe faz de especial ou original para chegar até os fãs e expandir sua torcida no mercado local?

Nós organizamos um encontro com os torcedores em Chengdu no dia 23 de dezembro. Estamos ansiosos para interagir com a torcida de maneiras diferentes. Nosso mascote é um panda, e adoramos usar nosso próprio emoji: o pessoal de Chengdu adora o panda! Acho que a melhor forma de criar um vínculo com os fãs é comer hot pot junto com eles (especialmente o hot pot autêntico de Sichuan)!

Qual foi a filosofia de montagem do elenco da equipe?

Nós selecionamos jogadores chineses ótimos para todas as posições. Os jogadores da nossa equipe não são apenas bem treinados, mas também possuem uma postura muito boa em e-sports profissionais.

Quais são as expectativas e metas específicas da equipe para a temporada de 2019?

Estamos ansiosos para jogar no palco internacional. Queremos exibir a habilidade e a postura dos nossos jogadores. Além disso, queremos contribuir mais para o crescimento de Overwatch na China.

Análise do elenco

Descubra o que a nossa equipe acha do plantel da Hunters.

Mais: Elenco de 2019

Chaves para o sucesso

O analista da Liga Overwatch Josh “Sideshow” Wilkinson conta em que aspectos ele acha que a Chengdu precisa se concentrar nesta temporada:

  • A Chengdu fez uma aposta arriscada ao decidir usar um time totalmente chinês em 2019. Embora a Copa Mundial de Overwatch tenha provado que a China tem jogadores fantásticos, eles agora estão espalhados pelas novas equipes. Para compensar, a Hunters ressuscitou alguns nomes do passado para suas posições de DPS: Tzu-Heng “Baconjack” Lo e Zhihao “YangXiaoLong” Zhang. Nenhum desses antigos talentos de acerto imediato jogou uma partida sequer em 2018. Eles estão destreinados e talvez estejam fora de forma, mas a Chengdu precisa que pelo menos um desses investimentos se pague.
  • A situação do tanque principal da Hunters era um enigma até pouco tempo atrás. A equipe havia contratado um, Menghan “Ameng” Ding: um pau para toda obra, mas com maestria somente de Hammond, talvez. Muito inexperiente com Winston, Ameng parece ser um ponto fraco claro da equipe, e a Chengdu tentou resolver o problema trazendo Yansong “Jiqiren” Wei da Team CC, do Contenders. Embora Jiqiren tenha muita experiência ao lado de seus ex-colegas de equipe Lateyoung, Chunting “Kyo” Kong e YangXiaoLong, ele costuma se exceder a ponto de deixar a equipe vulnerável, e isso precisa ser resolvido para que a linha de tanques fique sólida.
  • Outro jogador que tende à agressividade excessiva é o DPS flexível Hu “JinMu” Yi. Ele tem a perícia necessária para ser um Genji competente e chamativo da Chengdu, mas precisa ser conduzido na rédea curta ou ganhar uma equipe inteira jogando em função dele. A linha entre jogadas decisivas e imprudentes é bem tênue: a Hunters precisa que JinMu fique vivo se quiser colher os frutos da habilidade dele.
  • É importante que a Chengdu mantenha viva a tradição chinesa de jogar com composições rápidas, superagressivas e às vezes estranhas. Usar estratégias apelativas e táticas únicas contra os adversários, sustentadas por uma grande habilidade de seus DPS, pode dar algumas vitórias à Chengdu contra equipes despreparadas.
  • O técnico Rui também precisa reforçar a disciplina e a organização. Esse ponto não entra em conflito direto com o anterior, mas é um desafio para Rui. Se ele tentar jogar de acordo com o meta, a equipe pode não vingar. Se os jogadores se escorarem em habilidade pura e continuarem tão caóticos quanto as equipes chinesas do Contenders, serão eliminados individualmente. Rui precisa criar um estilo único, agressivo e caótico em que todos os jogadores estejam em sintonia.

Acompanhe o jogo de abertura da Chengdu Hunters na temporada contra a Guangzhou Charge em 16 de fevereiro, sábado, às 2h30 (horário de Brasília). Todos os confrontos da temporada de 2019 serão disponibilizados ao vivo e sob demanda em overwatchleague.com, no aplicativo da Liga Overwatch, em nosso canal na Twitch, em MLG.com e no aplicativo da MLG.

Mais dossiês das equipes: